sexta-feira, 8 de abril de 2011

Maria e Helena (abismo)


Helena acendeu seu cigarro,tentava dar foco às flores murchas na varanda e com ar de poderfalava com Maria:
-Mais uma vez acredite,mais uma vez me entreguei,mas uma vez,você,Maria,me fez cair.
Maria Helena,uma mulher de 40 anos.Ex esposa,ex-professora e talez ex-sonhadora.Tinha uma vida dividida,e era com seu nome que concretizava essa divisão.
A Maria foi a criança que não cresceu,a adolescente problemática e a Helena com distúbios.
Com seis anos de idade,Maria foi abusada sexualmente,com treza tinha relações sexuais com homens e com desessete era independente.
Foi sua mãe e seu pai.
Daí pra frente surge Helena que é a Maria,só que tem ódio da Maria,Maria é ruim,Maria é sofredora.
Agora com doses de whisk na mão,chora.
Coloca em Maria a culpa do término de weu relacionamento.
-Por que? Porque você é tão carente..Por que você se entrega tanto.
-Por que você faz parte de mim? eu sofri pra nascer e tenho que te abortar!
Helena anda pela casa.Durante tres anos,essa era a segunda crise depressiva.
Ao chegar na porta de seu quarto,Helena ouve o choro de Maria:
-Eu só quero crescer.
Helena passa pela porta do quarto,sorri.
Em seguida,toma seu antidepressivo e desmais.Misturou o veneno certo para seu sonho impossível:álcool e remédio.
Então Maria Helena se abraça e diz adeus à Maria e Helena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário